quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Beber leite diminui a fome !

Sentir fome depois do café da manhã é algo que acontece com muita facilidade, principalmente quando não é feito um pequeno lanche neste intervalo. Para quem se inclui neste grupo, beber leite pode ser a solução. De acordo com um estudo realizado por cientistas da Universidade Western Australia, um copo de leite desnatado durante o café da manhã é um grande aliado para afastar a fome até às 12h.
A proteína do leite é um das responsáveis pelo possível efeito de saciedade. As proteínas também são importantes no aumento da massa muscular. Além disso, o leite é fonte de nutrientes essenciais como cálcio e vitamina A e do complexo B.

Segundo especialistas, a escolha do leite desnatado foi adequada, já que o teor de proteínas, cálcio e vitaminas é o mesmo do leite integral, porém com menos gorduras e calorias. Já a ingestão adequada de cálcio também está sendo relacionada com maior perda de peso e redução da fome.
 Ou seja, se nos nutrimos bem, teremos menos fome na próxima refeição. A fome fisiológica (não relacionada com desejos) é de nutrientes e não de qualquer alimento. Se não damos ao corpo o que ele precisa a fome acaba sendo o jeito do corpo sinalizar a carência de nutrientes
Essa é uma boa indicação para não beliscar entre as refeições.


beijos e boa semana




domingo, 11 de dezembro de 2011

COMO DIMINUIR O CONSUMO DE AÇUCAR

Como resistir à tentação de devorar uma sobremesa depois do almoço? Como negar uma bala ou um chiclete oferecido a você no meio do expediente? E aquele chocolate que cai como uma luva no auge do nosso estresse? Tomar tais atitudes, que exigem muito esforço de todos nós, é uma demonstração de cuidado, não só com o corpo, mas, principalmente, com a saúde.
“O grande problema é que o açúcar refinado encontrado nas balas e doces sobrecarrega o pâncreas, que é a glândula responsável pela produção da insulina. Daí aglicose em excesso vira gordura e se acumula no organismo, causando doenças cardiovasculares como obesidade, diabetes, hipertensão arterial, entre outras”, destaca a nutricionista funcional Giovanna Arcuri.
De acordo com a especialista, o açúcar é capaz de criar um hábito nas pessoas, por isso é tão difícil de tirá-lo completamente do cardápio. “Com muito esforço conseguimos viver bem consumindo o açúcar em poucas quantidades. Para começar, a dica é ir substituindo os doces pelas frutas, pelos alimentos lights, por chocolate 70% cacau e frutas secas e desidratadas como, por exemplo, nozes, amêndoas, macadâmia e castanha-do-pará. Todos esses alimentos auxiliam no equilíbrio dos níveis de glicemia no sangue, ajudando assim a diminuir a vontade louca por doces”, ressalta.
Outra boa opção é adaptar as receitas de doces, trocando o açúcar pelos adoçantes próprios para culinária. Isso mantém o sabor do alimento sem trazer danos à saúde.
Dica de sobremesa saudável:
1 envelope de gelatina incolor
1 manga
1 litro de leite desnatado
2 colheres de adoçante próprio para forno e fogão
Bata tudo no liquidificador e leve à geladeira.


BOA SEMANA A TODAS !



sexta-feira, 4 de novembro de 2011

7 DICAS PARA COMER FORA SEM SAIR DA DIETA

Com tantas tentações, fica complicado resistir aos mais saborosos pratos de um restaurante. Mas, será que vale à pena se render aos quitutes e desperdiçar todo o tempo em que ficou se controlando para manter a dieta? Certamente não! Portanto, confira 7 dicas para comer fora sem sair da dieta.
1 – Peça saladas que tenham alimentos ricos em água, como pepino e tomate. Isso te fará ficar saciado mais rapidamente. Quando o prato chegar, mastigue bem devagar.
2 – Muitos restaurantes oferecem couvert, mas, fique sabendo que isso engorda! Nenhum couvert é formado de salada e legumes. Sempre existem aqueles pães que, apesar de serem deliciosos, ficarão estocados na sua barriga e lhe renderão alguns quilinhos a mais na balança.
3 – Seja em um self-service ou em um restaurante convencional, nada de misturar os nutrientes. Se o seu prato tem arroz, não precisa de batata e vice-versa. Quanto à carne, prefira as mais magrinhas.
4 – Para acompanhar, nada de cerveja ou chope. Muito menos refrigerante. O melhor é um suco natural e, de preferência, de uma fruta com poucas calorias. Que tal um suco de limão? De abacaxi? De melancia?
5 – Muitos restaurantes oferecem molhos para acompanhar a carne. Contudo, você está de dieta e assim deverá permanecer. O segredo é trocar esta opção por uma pimentinha, que dá mais sabor à comida e, de quebra, acelera o seu metabolismo.
6 – Nem olhe o cardápio de sobremesas. Esta é a melhor opção para não cair em tentação. Todo restaurante tem uma salada de frutas e esta deverá ser a sua opção. A não ser que esteja em um estabelecimento que sirva doces light.
7 – Troque o cafezinho pelo chazinho. Hortelã e erva-doce são ótimas opções. Mas, se o seu vício for mesmo o café, peça o chá verde, que é rico em cafeína e irá saciar o seu desejo.


bjos e bom fim de semana 


sábado, 8 de outubro de 2011

SHAKES: ELES NÃO SÃO CAPAZES DE FAZER MILAGRE


Quer perder peso? Então, tome shakes. Certamente, alguém já te deu esta receita milagrosa. Estes produtos estão presentes nas prateleiras dos mercados e expostos em diversos sites da Internet, sempre prometendo um verdadeiro milagre quando o assunto é dieta.

Os shakes prometem fornecer uma quantidade considerável de nutrientes em um produto com menos calorias do que os alimentos in natura. Contudo, é muito importante que você saiba que, assim como qualquer outro alimento, ele não é capaz de mudar a sua vida, já que a perda de peso vai depender de outros fatores.

“O primeiro problema a ser vencido na dieta dos shakes é a monotonia alimentar que pode levar ao abandono ou escapadas da dieta. Outro ponto é que nem todo shake pode ser considerado um substituto para uma grande refeição (almoço ou jantar). Podem ficar faltando nutrientes essenciais. o que causa danos à saúde em longo prazo”.

A escolha do shake mais indicado para cada pessoa não é uma tarefa fácil: “As variações de composição são muitas, por isso é bom pesquisar bem antes de escolher. Observe a composição (lista em ordem decrescente de quantidade), a tabela nutricional e peça auxílio do seu médico ou nutricionista na hora da escolha final”.

“Quem já consome muitos laticínios e seus derivados, deve preferir o de soja. Assim como as pessoas com alergia ao leite de vaca ou intolerância a lactose. De qualquer maneira, deve-se tomar cuidado com o excesso de proteína causado pelo consumo de altas doses dos shakes. Isso pode causar sérios danos aos rins”.


O mais importante é que você saiba que, por enquanto, a ciência não descobriu nenhum alimento capaz de fazer milagres pelo seu corpo. “Os efeitos de perda de peso só virão se o consumo for associado a uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos”.



fonte : http://suadieta.uol.com.br

beijos 

terça-feira, 4 de outubro de 2011

O QUE A ALFACE TEM ?

O que a alface tem?



Quando se pensa em salada, logo nos vem à cabeça aquelas tradicionais folhas verdes, ou seja, a alface. Ela é a mais popular e a grande preferência dos brasileiros. Quando se junta ao tomate, então... Não há quem resista! Mas, além do sabor inconfundível, o que será que esta folha tem?

Vitamina para dar e vender
As folhas da alface são ricas em vitaminas A, que ajuda na proteção da vista, e C,que previne contra o resfriado e atua na absorção do ferro.  Além disso, elas possuem ação antioxidante. Isso significa que além de dar uma mãozinha na dieta, ela ajuda na prevenção de rugas. Um remédio eficiente e barato, quer melhor?

Um banho de minerais
A alface contém potássio, importante na formação e transmissão de impulsos nervosos e na atividade muscular; magnésio, que evita câimbras musculares; celulose, nutriente que auxilia o funcionamento do intestino e acelera o seu esvaziamento; entre outros que possuem efeito cicatrizante, desintoxicante, anti-inflamatório e digestivo.

Um relaxante natural
A alface é considerada calmante e sedativa por conter lactucina, substância anestésica e sonífera. O seu consumo diário ajuda a aliviar tensões e é um ótimo alimento contra a insônia.

Pouca caloria
100 gramas de alface contém apenas 11 calorias, 1,7 gramas de carboidratos, 1,3 gramas de proteínas, 1,8 gramas de fibras, 38 miligramas de cálcio e 267 miligramas de potássio.

É versátil
Você pode consumir esta folha na salada, como já é tradicional, na sopa, no suco, no sanduíche e até em vitaminas. O segredo é escolher acompanhamentos que também sejam leves e saudáveis e, assim, aliar sabor e dieta.



FONTE : http://suadieta.uol.com.br

BEIJOS 

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O roxo esta na moda



Doenças como Parkinson e Alzheimer são de assustar qualquer um. Perder a memória e a capacidade de comandar a própria vida não é algo que planejamos para o futuro, mas é, sim, algo que podemos e temos o dever de evitar. Um estudo publicado na Archiver of Toxicology informa que alimentos de cor roxa, como a uva, podem ajudar a evitar esses males. 

De acordo com cientistas, frutas como a uva, a ameixa e o mirtilo (conhecido também como blueberry) são fontes ricas de polifenóis - substâncias antioxidantes que fazem uma espécie de bloqueio à produção de toxinas que prejudicam o cérebro e órgãos. É importante saber que o polifenol auxilia na absorção de ferro pelo organismo. Segundo cientistas responsáveis pelo estudo, é preciso que a absorção do ferro seja feita corretamente, já que, se o ferro entrar no organismo sem interagir com o polifenol antes, há grandes chances de virar um veneno para as células.

Em 2010 uma outra pesquisa, divulgada na Agricultural and Food Chemistry,  já anunciava os benefícios dos alimentos roxos ao dizer que o suco de blueberry auxiliava na memória de idosos. 
Prevenção é a palavra de ordem nesse caso.



Para evitar os famosos lapsos de memória uma boa dica é comer duas porções de uma dessas frutas por dia. 


Consumo de uvas e ameixas pode evitar o mal de Alzheimer

Então, cuidem-se!

bjos 

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Dez dicas para controlar a gula ...


... e fazer corretamente sua dieta :

1 – Organize-se para estar com fome na hora das refeições.
2 - Ao chegar a casa, não avance na geladeira. Descanse antes de se alimentar.
3 - Não coma antes de sentar-se à mesa. Pare, observe e pense no que você irá comer.
4 - Inicie o almoço por uma salada. Além de ter sais minerais, ajuda o intestino a funcionar melhor.
5 - Coloque a comida no prato de forma bonita, atraente, que estimule a saborear os ingredientes tornando o momento mais prazeroso.
6 - Coma devagar, mastigue sem pressa e sinta o sabor real dos alimentos.
7 - Não deixe para o fim o que você mais gosta: esse hábito facilita que se coma em excesso.
8 - Não fique pensando no que você não gosta no seu corpo. Fixe no que você quer para o seu corpo, seu objetivo.
9 - Quando você estiver com ansiedade, procure ver o que está lhe causando esta tensão e se proponha a resolver. Não desconte na comida esse nervosismo.
10 - Beba de um a dois litros de água diariamente. Além de melhorar a eliminação e o metabolismo, o hábito torna sua pele mais bonita.




bjos a todas

terça-feira, 2 de agosto de 2011

PORQUE ESCOLHER O ARROZ INTEGRAL?

Você já deve estar cansada de escutar que o arroz integral é a melhor opção para o seu cardápio. Mas, ninguém pode simplesmente substituir um alimento por outro sem que alguém explique porquê ele é melhor, não é verdade? Já que é assim, preparamos uma listinha rápida para você descobrir os benefícios deste grão.


Rico em Vitamina B1

Essencial para a transformação de açúcar em energia, ela também é importante para o bom funcionamento dos sistemas cardiovascular e nervoso.

100g de arroz integral = 0,26 mg

Contém uma quantidade considerável de proteína

Tudo bem que o arroz, de uma maneira geral, não contém muito este nutriente. Mas, a quantidade de proteína presente na versão integral merece ser levada em conta.

100g de arroz integral = 7,3 g

Fibras para dar e vender!

Elas dão saciedade, facilitam o trânsito intestinal e, de quebra, evitam picos de insulina, além de ajudar a combater o colesterol.

100g de arroz integral = 4,8 g

Pouquíssima gordura

Tudo bem que a gordura é indispensável para a produção de hormônios, mas em excesso, nunca faz bem.

100g de arroz integral = 1,9 g

Quantidade saudável de carboidratos

Todo mundo que faz dieta foge deste nutriente. Porém, quando consumido na quantidade correta os carboidratos trazem benefícios ao organismo fornecendo energia.

100g de arroz integral = 77,5 g




beijos 

sábado, 30 de julho de 2011

CHAS QUE FAZEM BEM A SAUDE


Desde sempre, escutamos a frase: “chá faz bem à saúde”. Normalmente, esta tradição vem de outras gerações. Quem nunca escutou de sua avó: “tome este chá que vai te fazer bem”? E, na maioria das vezes, não é que a bebida resolve mesmo? Parece até que é milagre! Já que é assim, veja algumas receitas que chá que fazem toda a diferença na sua vida!
Chá para cólica menstrual
Junte duas colheres de chá de folhas e flores de camomila a um litro de água. Leve ao fogo e desligue após 5 minutos de fervura. Reserve por 10 minutos e tome sem adoçar.
Chá digestivo
Em uma xícara de chá, acrescente uma folha de louro e coloque a água fervente até completar. Espere 5 minutos, coe e beba após as refeições.
Chá relaxante
Em ½ litro de água, acrescente duas colheres de ginseng e leve ao fogo. Deixe ferver por 15 minutos. Coe e reserve até amornar.
Chá contra gastrite
Adicione um litro de água, ½ xícara de chá de ramos de hortelã frescos. Ferva por 5 minutos. Coe e espere amornar.
Chá contra resfriado
Ferva um litro de água e acrescente uma colher de folhas de hortelã frescas. Abafe por 10 minutos e coe.
(fonte : revista Sua dieta )

BEIJOS 


domingo, 17 de julho de 2011

VAMOS COMER FEIJÃO BRANCO PARA EMAGRECER





Quando se fala em comida brasileira, uma dupla quase que inseparável logo passa pela nossa cabeça: Arroz e feijão. Mas, dependendo da região, o tipo do feijão pode variar. Os cariocas, por exemplo, preferem o feijão preto, enquanto os mineiros comem, diariamente, o grão de cor amarronzada.

Porém, o que muitos não sabem é que uma variação deste alimento, ainda pouco consumida no país, pode fazer toda a diferença quando o objetivo é emagrecer. Estamos falando do feijão branco. Com um sabor mais suave, ele possui grande quantidade de proteína, cálcio, ferro e fibras, se comparado aos outros tipos de feijão.


E por falar em proteína, é a faseolamina, presente no feijão branco, que auxilia na luta contra a balança. Isso porque ela consegue fazer com que o nosso organismo absorva menos carboidrato do que de fato consumimos. Ou seja, o nutriente presente nos pães, batatas e massas, por exemplo, que fazem com que ganhemos peso, tem sua ação inibida pela faseolamina. Desta maneira, o açúcar não se acumula no sangue e, conseqüentemente, não são formadas as gordurinhas.

De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade da Califórnia (EUA), pessoas que consumiram faseolamina durante 30 dias tiveram uma redução de peso de cerca de 4%. A conclusão foi que a substância é capaz de bloquear até 20% do açúcar consumido. Contudo, para conquistar este objetivo, o feijão branco deve ser consumido cru.

A melhor maneira é através da farinha deste grão, encontrada em lojas de produtos naturais ou especializadas em suplementos. As cápsulas desta farinha também já estão sendo comercializadas no país. Mas, vale lembrar que milagres não acontecem e, por isso, de nada adianta consumir o feijão se não praticar atividade física, balancear a alimentação e consumir muita água. 



BEIJOS 


terça-feira, 5 de julho de 2011

Alimentos perigosos no inverno

Com o clima mais frio, sentimos mais fome e menos vontade de sair de casa. Com isso, a dieta pode ser afetada e as consequências serão vistas quando precisarmos expor o corpo no verão. As roupas de inverno acabam permitindo que relaxemos um pouco, ou seja, estamos sempre nos enganando com casacos e calças que escondem qualquer imperfeição. 
Isso ocorre porque com o frio acabamos consumindo alimentos mais pesados para repor nossas necessidades energeticas e acabamos fazendo opções erradas, veja os erros que mais cometemos 
Chocolate quente e Capuccinos:
Leite integral e açúcar compõem estas bebidas que esquentam e engordam. Em casa, podemos fazer versões light, com leite desnatado e adoçante. Portanto, esta é a melhor opção.
Outro substituto é o chá. Também aquece e pode até mesmo ajudar a perder gordura e reduzir o inchaço. Prefira chá verde e carqueja, mas qualquer chá tem calorias próximas de zero.
Outra bebida quentinha e com poucas calorias é o café. Não devemos ultrapassar a recomendação diária de 3 xícaras pequenas (50ml) ao dia. Vale lembrar, também, que o melhor é consumi-lo na parte da manhã para não atrapalhar o sono.
Massas e pizzas:
Dependendo do recheio, pode ser um desastre em calorias e gorduras. Escolhas as versões ricas em verduras e legumes e com molho ao sugo. Polvilhe apenas 1 colher de queijo e, se a porção for grande, divida com alguém.
Fondues:
O de carne é fritura, o de queijo é extremamente gorduroso e o de chocolate contêm açúcar mais gordura. Portanto, a melhor opção é preparar estas delícias em casa, optando pelas versões light. (link)
Sopas:
Sopas cremosas, com base de creme de leite ou manteiga, podem ser mais calóricas que pratos principais. Prefira as de legumes, feitas com azeite e temperos naturais. Sopas de saquinho também são ricas em sal, favorecendo a retenção de líquidos.
Queijos e vinhos:
Queijos amarelos e pastosos são ricos em gorduras maléficas e de difícil digestão, por isso, não ajudarão em nada a sua dieta. Escolhas queijo minas light, tofu, mozzarella de búfala ou, ao menos, as versões light de outros queijos. No vinho, a palavra chave é moderação. Fique entre 1 e 2 taças e beba bastante água.
Sendo assim, antes de iniciar uma comilança, pense nos beneficios e nos maleficios , procure fazer a opçao correta para não se arrepender mais tarde.


beijos 

quinta-feira, 23 de junho de 2011

DICAS PARA NÃO BELISCAR ENTRE AS REFEIÇÕES



Seis dicas para se evitar essa tentação:
- Comece a fazer um diário alimentar. Anote num caderninho tudo que comer e beber com horários e quantidades. Isso ajuda a ter mais controle.
- Não pule refeições e respeite os horários delas. Faça três refeições grandes (café, almoço e jantar) e três pequenas (colação, lanche e ceia). Um corpo bem nutrido e sem fome não dá brecha para beliscadas.
- Comece a beliscar apenas alimentos saudáveis: frutas frescas, frutas secas, castanhas e nozes. Assim, mesmo beliscando, você se manterá saudável. Além disso, estes alimentos não induzem à compulsão de comer quantidades exageradas.
- Fique longe dos principais alimentos causadores da sua vontade de beliscar: chocolate, amendoim, biscoitos e balas. Se não tiver estes alimentos à mão, as beliscadas serão menos frequentes.
- Não aceite pedacinhos, lasquinhas e bocadinhos dos outros. Programe suas refeições e leve para o trabalho as porções que irá ingerir.
- Na hora da refeição, pare o que está fazendo e se concentre na sua comida. Assim, assimilará melhor os alimentos, mastigará melhor e não sentirá fome fora de hora.


    quarta-feira, 22 de junho de 2011

    Doença celiaca :

    A doença é caracterizada pela intolerância ao glúten, presente em alimentos como trigo, centeio,
    cevada, malte e aveia. Ao ingerir esta substância, o organismo se autoagride e causa irritação na
    parede do intestino delgado e lesões intestinais, prejudicando a absorção de nutrientes.

    "A doença celíaca apresenta uma variedade de sintomas, como diarréia ou prisão de ventre, falta de apetite, emagrecimento, cansaço, fadiga, flatulência, dor abdominal, náuseas, vômitos e até sintomas depressivos, como ansiedade. Em alguns casos o paciente pode ter dores nas articulações, alteração no esmalte dentário, artrite e raquitismo. Nas mulheres, é possível que ocorram atrasos na menstruação, menopausa precoce ou diminuição da fertilidade. Nos homens, pode acarretar uma diminuição na quantidade de espermatozóides. É comum que a doença celíaca apareça na infância.


    Já o tratamento em pacientes celíacos depende do grau da lesão intestinal de cada um e pode ser feito em três etapas.
    A primeira impõe uma dieta isenta de glúten, substituindo esta proteína por fubá, amido de milho,
    creme de arroz, polvilho e farinha de mandioca. Também não é indicado o consumo de leites e derivados. "Nessa fase, o objetivo é recuperar a saúde do intestino de modo que a absorção
    dos nutrientes normalize."À medida que há controle dos sintomas, o paciente passa para a
    segunda fase do tratamento.
    Nesse caso, a alimentação é reintroduzida progressivamente, permanecendo somente a isenção total de glúten.
    Por fim, a última etapa preza pela manutenção dessa dieta, sem uso de glúten pelo resto da vida. "Quanto mais informações você adquire, melhor. Esse paciente precisa de
    cuidado e atenção para que não viva uma rotina limitada. Apesar da restrição alimentar, é
    possível viver bem com a doença.




    Fonte: www.cmwsaude.com.brGrupo Humana Alimentar

    domingo, 15 de maio de 2011

    A agua como aliada na dieta

    Para uma dieta dar certo é necessária a combinação da alimentação regrada e de exercícios físicos. Mas algumas atitudes podem auxiliar. E beber água é uma delas.

    A ingestão de água ajuda no combate à gordura e melhora o funcionamento do metabolismo. A quantidade recomendada é de dois litros, e quando a meta é atingida, o corpo funciona melhor.

    A ingestão insuficiente de água faz com que o fígado funcione incorretamente e, ao invés de transformar as gorduras em energia, as transforma em depósitos.O corpo também age assim com líquidos, armazenando-os quando recebe pouca água. O consumo de água regula essas ações do corpo. Além disso, ingerir água ao longo do dia pode ser uma forma de controlar a saciedade e a ingestão de alimentos. Esse atitude ajuda a preencher o estômago e diminui a fome.

    A ajuda na perda de peso não é único benefício estético do consumo de água. Os cabelos e pele também dependem do líquido para ficarem bonitos e saudáveis. O ressecamento dos dois é um sinal de que a pessoa não está ingerindo uma quantidade suficiente de água e pode estar prejudicando sua saúde.
    Fonte : Portal Paulinia

    terça-feira, 10 de maio de 2011

    Alimentos do bem

    Nem todos os alimentos são vilões, veja uma relação de dez alimentos que se consumidos com frequencia só vai trazer beneficios:


    - Aveia: Controla a glicemia, prevenindo a diabetes. Rica em fibra solúvel que ajuda na redução do colesterol ruim (LDL) e no funcionamento do intestino.
     
    - Água: Beba, pelo menos, 8 copos ao dia para manter o corpo funcionando de maneira saudável.

    - Linhaça: Rica em ômega 3, possui função anti-inflamatória  e atua na prevenção de doenças cardiovasculares. Apresenta, também, grande quantidade de fibras, por isso, auxilia o funcionamento do intestino e aumenta a saciedade. Precisa ser triturada ou comprada na forma de farinha para que seus nutrientes sejam mais bem aproveitados pelo nosso corpo.
     
    - Soja: Reduz o risco de doenças cardiovasculares e osteoporose. Além disso, previne alguns tipos de câncer e reduz os sintomas da menopausa. Vale lembrar que a soja é a única proteína vegetal com valor biológico semelhante às carnes.
     
    - Azeite: Rico em gordura monoinsaturada, reduz  o colesterol ruim (LDL) e eleva o bom (HDL). Mas, estas propriedades só são ativadas com o azeite em temperatura ambiente, usado para temperar saladas, por exemplo. Quando aquecido, ele as perde por completo.

    - Castanha do Pará: Possui as mesmas propriedades do azeite, porém, com uma vantagem: é antioxidante, ajudando na proteção celular e combatendo o envelhecimento precoce. 

    - Feijão: Rico em fibras, proteínas e ferro. Aumenta a saciedade e faz uma ótima dupla nutricional com o arroz integral.

    - Arroz integral: Altamente mais nutritivo que a versão refinada. Com mais fibras, também age na saciedade.

    - Peixes: Algumas opções merecem destaque, como salmão, sardinha, arenque e cavalinha, por serem muito ricos em ômega 3, nutriente que, além de ter ação anti-inflamatória, ajuda a preservar a memória. Contudo, lembre-se que o melhor é assar ou cozinhar. Evite fritá-los.

    - Frutas cítricas: Altamente antioxidantes pelo alto teor de vitamina C, retardam o envelhecimento precoce e melhoram a imunidade. Principais fontes : laranja e acerola.



                                                                                                                       
    Fonte : www.suadieta.uol.com.br